quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

Marcone 2.0 Com Dias Contados

Iranides de Souza Tavella e Paulo José Tavella anunciaram ontem (19/02), na imprensa goiana, que um dos seus produtos, o Marcone de Souza Tavella (versão 2.0), sairá de linha a partir da próxima segunda (25/02).

Depois de inúmeras reclamações por parte dos usuários, como falar demais, beber demais e ser o mais folgado de todas as versões, os fabricantes resolveram por um fim neste modelo. Ainda na coletiva, pediram desculpas por qualquer problema, dano ou gasto que o Marcone 2.0 possa ter causado.

"Somos vítimas também. É a versão que mais prejuízo nos deu desde 1987, superando até a de 2001, quando pôs fogo em nossa camionete, e a de 2003*. Esta, a de 2007, tem os prejuízos relacionados principalmente ao beber demais. Não sei se devido ao fato de termos lançado o Marcone 2.0 em pleno carnaval de 2007 ou talvez por ficar 5 meses sem qualquer responsabilidade e com todo o tempo livre. Sei que vamos sentar e fazer os ajustes pertinentes para manter o produto em circulação."
Iranides de Souza Tavella-fabrica matriz, divagando sobre os motivos pelo fim da versão 2.0 do Marcone de Souza Tavella.

"É. Quanto a falar demais... isto se mostra impossível, caros usuários do produto em questão, pois se trata de uma característica passada pela fábrica matriz, ou seja, não tem versão Marcone de Souza Tavella calado e quieto. Tá certo que os modelos 87bb até o 89bb eram calados, não quietos, diga-se de passagem, mas o Marcone daquela época era simplismente um esboço do que planejamos em 1986. Depois foi tomando forma, crescendo e, claro, falando.
Repito. É uma característica planejada e incluída aos poucos desde a primeira versão (24/02/1987). Não era pra ser um defeito, mas um diferencial (risos)."
Paulo José Tavella-co-fabricante, justificando uma das reclamãções e aproveitando para alfinetar a fábrica-matriz.

A coletiva continuou com alguns pontos positivos sendo destacados: o Marcone 2.0 é o mais feliz, está mais humorado, o companheirismo continuou neste modelo, o produto está em circulação em um novo locus (não está mais restrito ao estado de Goiás) e com isso novos usuários e, como não poderia faltar, pela primeira vez incluído numa lista de vestibular, ainda que o último da segunda chamada. Ao final, os fabricantes deixaram escapar certas características que vão compor o Marcone do futuro.

O que esperar das versões futuras do Marcone de Souza Tavella

- 8 cicatrizes novas (já pra próxima versão)
- duas ou três línguas, além do português goiano, dialeto brasileiro
- beber moderadamente até a última cerveja, o bar fechar ou o dinheiro acabar
- com capacidades múltiplas pra atuar no jornalismo e/ou nas jornalistas
- disposição para atividades físicas, desde que tenha resultados significativos e imediatos e por um motivo lógico
- menos magro
- mais cheio de si e enchendo menos o saco dos outros

Para quem se interessar... o exemplar original desta versão, talvez o único, se encontra na Ilha da Promiscuídade Cara, vulgo Ilha da Magia, vulgo Floripa... até domingo (24/02). Seu endereço é: Perto da UFSC, do lado da casa do Delaney Silva, o comedor de galinhas vivas da univesidade federal. Telefone para contato: 153*2#.

*.: pegou o carro escondido, entrou numa estrada de chão a 80 km/h e rampou, devido uma ondulação na "pista", tirando as quatro rodas do solo. Resultado: dois amortecedores dianteiros empenados, carter desapareceu, furou o radiador, danificou o ar condicionado, entortou as duas rodas dianteiras e desestabilizou totalmente a estrutura do carro, um Ford Escort.

2 comentários:

Anônimo disse...

hahahahah
que fofico
beijocas
Nathi

Maria Luiza disse...

noooossa que criatividade

ameeei o depoimento do teu pai
meu pai faria o mesmo!
ahaoihiau

parabéns pelo texto e pelo novo modelo em circulação
que ele seja um sucesso de crítica.

:*