terça-feira, 15 de novembro de 2011

Flanelinha ganha status de herói e Guga pode adiantar saída de Florianópolis

Parece que o tenista Gustavo Kuerten tem um novo rival na disputa pelo coração dos manezinhos da Ilha de Santa Catarina. O nome é Sidnei Gonçalves e ele é um cuidador de carros, profissão vulgarmente conhecida como flanelinha. Em suas vigílias em Florianópolis, Sidnei já impediu com o poder de seu pano encardido o roubo de duas Hilux Toyota, um C4 Palace, duas Dodge Ram, cinco Focus e três veículos da Hyundai, sem falar nos incontáveis automóveis populares.

Momento exato em que Sid impede mais um roubo na Capital
Para se ter uma ideia, no último final de semana, três jovens encapuzados e armados com pistolas 9 mm semi-automáticas foram arremessados do mirante da Praça da Luz e só pararam no asfalto, sob a Ponte Hercílio Luz, mortos. O proprietário de um Ford Ka estacionado próximo a Boite Chik 1007 fez questão de entregar dois reais pela fresta da janela após testemunhar toda a cena, inclusive o momento de simplicidade quando "Sid" limpou as mãos sujas de sangue no bermudão e na ferramenta de trabalho, enquanto procurava um de seus chinelos Havaiana que saiu do pé durante a perseguição. "Foi tudo, gente. É um herói esse Sid, tens que ver", emocionou-se Fred "Curry" Damasco, visivelmente bêbado.

A fama é tanta que ultrapassou os limites de toda a extensão da Av. Beira-Mar Norte, onde ele diz atuar todas as noites. A Lagoa da Conceição é outro lugar que também tem recebido sua atenção. "Mais na temporada, não tem? Carro de turista atrai muito vagabundo, tá ligado?", explica o pai de sete filhos bem doentes e homem de três mulheres, sendo uma paraplégica.

Sid tem apenas 23 anos e mora no Monte Serrat, mas já revelou a alguns precisar de dinheiro para voltar para Sombrio, Ermo ou Turvo, dependendo da cara do cidadão. "Não dá pra viver só cuidando de carros. Tem que pedir esmola também, né on?", esclarece o ambicioso vigia da Capital, que revela seu maior sonho: é aparecer no Jornal do Almoço, naquele quadro do Ed Soul, tá ligado?

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

PM ocupa Rocinha em protesto contra presença de maconheiros na USP

Tropas fazem um sonzinho maneiro após ocupação, porque ninguém é de ferro
A Polícia Militar carioca ocupou o complexo da Rocinha, na capital fluminense, em movimento contra a existência de estudantes consumidores de maconha na Universidade de São Paulo e a sua recente invasão da reitoria. Os primeiros policiais começaram a se reunir na entrada da favela no início da manhã deste domingo, dia 13, portando faixas, banners e fuzis com palavras de ordem e munição perfurante de blindagem. O Movimento Militar acredita que a presença de fumantes da erva no campus oprime o trabalho dos policiais, que são constantemente coagidos por grupos portando bombas, beques, charutos, velas, e toras já acesas. Não há relatos de feridos e nem de confronto com a entidade gerenciadora da comunidade no momento da ocupação.

O capitão do BOPE, Armando Nascimento, foi o responsável pela ação que foi inicialmente rechaçada em assembléia geral militar, mas veementemente ignorada pelas tropas agora instaladas na Rocinha. "Quem matou esse cara?? Quem matou esse cara?? Foi você!! Seu viado! Maconheiro de merda! É você que financia essa merda aqui!", bradava o capitão, sem fazer muito sentido, enquanto estapeava o repórter do LARANJAS que chorava copiosamente em posição fetal. Em seguida, quando os dois já tinham se restabelecido e feito as pazes, Nascimento declarou que o Movimento Militar tem apoio da maior parte da comunidade policial.

A posição do capitão, no entanto, encontra resistência em outros batalhões que, desde o show de Ziggy Marley em abril deste ano, defendem a presença massiva e constante de maconheiros nas dependências da USP. "O índice de movimentos verdadeiramente revolucionários na universidade diminuiu drasticamente desde que a erva foi liberada. Os números comprovam isso. Todo tipo de idéia, da esquerda liberal à mais radical direita conservadora, sofreu uma queda gigantesca de ocorrência", observa Jorge Tosh, pesquisador do Grupo de Efeitos de Ritmos Caribenhos e professor de Filosofia na USP.

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Paulistas antecipam volta do feriadão para evitar congestionamentos

LaranjasCop registra congestionamento recorde em São Paulo
O movimento na rodovia Régis Bittencourt, no sentido de volta para São Paulo, está lento na noite desta sexta-feira (11). Através de um sobrevoo do LaranjasCop, a reportagem estima 34 quilômetros de congestionamento para entrar na capital paulista. A lentidão esta sendo causada por turistas que estão antecipando a volta do feriadão, com medo de pegar um trânsito ainda maior na terça-feira.

O pai de família Roberto Alvarenga estava no meio do caminho para Florianópolis quando descobriu que chovia na capital catarinense. "Então resolvi que não ia perder meu tempo e voltei para sampa, meu", conta Alvarenga, que viajava junto com sua esposa e seus dois filhos. Ele disse ainda que vai aproveitar o fim do feriadão para descansar: "É muito estressante para o paulistano aproveitar os dias de folga. Passamos a maior parte do tempo dentro do carro, e não temos ar-condicionado, o que cansa mais ainda".

Já o carimbador-chefe do departamento de despachos da Secretaria Municipal da Pesca de São Paulo Carlos Augusto Vagaroso conseguiu aproveitar um dia ensolarado no litoral paranaense. "Como eu sou o chefe do meu setor, me autorizei uma folga na quinta-feira. Saí de São Paulo à noite e consegui aproveitar um pouco em Guaratuba. Fazia sol e calor", garante Vagaroso. Agora ele vai aproveitar o resto do feriadão para passear pela cidade vazia e adiantar o trabalho que levou para casa. "É tanto trânsito na nossa vida que muitas vezes chegamos na repartição já na hora de sair", confessa o servidor público.

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Justin Bieber ganha um veado em premiação internacional de bullying

"Why are you laughing, guys?"

Depois de ser confundido com uma menina por um orangotango na última segunda-feira, Justin Bieber foi premiado na Alemanha por ser veado. Vestido de Maria Gadú, o astro juvenil subiu ao palco do Bambi Bullying Awards provocando uma simultânea mijada nas calças e vestidos de gala de tanto fazer rir o público presente.

Minutos depois, milhares de editores e repórteres de Variedades/Celebridades pelo mundo gargalhavam ao ver a piada pronta que lhes caía no e-mail via agência internacional. 


Notícia publicada, não tardou para que todo o tipo de perfil em rede social na internet fizesse a sua piadinha infame, que se diferenciava das outras apenas pela conclusão: kkkk, hahaha, isuahsiuhai ou ainda o famigerado rs. 


Da exposição ridícula do artista (risos), frisando o traje Maria Gadú, até a propagação inevitável nas redes sociais, enfim chegou nas mãos de pretensos humoristas ligados de alguma forma ao jornalismo, com espaço na web para escrever o que quiser sobre os fatos do dia, com a velha desculpa de provocar o riso em seus leitores. Bom, no nosso caso, volte ao primeiro parágrafo, pois ali está a piada. Obrigado.

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Berlusconi renuncia ao governo para aproveitar carnaval brasileiro de 2012


Berlusconi utilizará a tática bunga-bunga para curtir o carnaval
De bolonhesa O primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi renunciou o mandato, ontem, depois de assistir a competição que elege a rainha do carnaval do Rio de Janeiro para o evento que ocorrerá ano que vem. “Sono molto occupato con queste cose il governo e non hanno tempo per dedicarmi a ciò che conta davvero” – disse à população italiana na praça de São Pietro do Vaticano, ao lado do Papa Bento XVI, que o abençoou. 

De acordo com informações da cúpula de modelos que assessoram o primeiro-ministro, a decisão foi tomada logo depois que Berlusconi viu a finalista do concurso Luciana Abreu sambando na passarela. “Bisogno di uno sguardo più attento. in Brasile ci sono più "risparmi" in Italia” confirmando o que o lider já suspeitava sobre o carnaval brasileiro – que há muito mais “poupança” que na Itália, uma das razões apontadas por Berlusconi de o Brasil ter sofrido somente uma marolinha durante a crise de 2008.

Logo depois de ter anunciado a renúncia, Berlusconi antecipou-se e garantiu seu lugar na Marquês de Sapucaí de 2012. Comprou dois ingressos, segundo informações oficiais: um para ele e outro para a primeira brasileira que se atracar em seu colo. Revelou, já ensaiando o português: “Battisti fez bem em sair da Itália. Agora, eu é que quero ser extraditado daqui e ir para o Brasil!”  

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Pizzaiolos ajudam Grécia a superar crise

Sede do Parlamento em Atenas: os gregos já foram melhores na arquitetura
A Organização Mundial das Pizzas (OMP), órgão da ONU responsável por promover este prato da culinária italiana no mundo, declarou na tarde desta segunda-feira que irá tomar medidas para ajudar a Grécia durante a crise financeira. O pizzaiolo-chefe da OMP Giuseppe Baldocchi anunciou que a partir de hoje, todas as pizzarias do mundo devem incluir azeitonas em todos os sabores. "Sabemos que a Grécia só produz azeitonas, então vamos ajudá-la, fomentando a produção".

O provável novo primeiro-ministro da Grécia, Lucas Papademos agradeceu o apoio da OMP. Ele, que desponta como o favorito nas eleições que ainda vão ocorrer (já que o então premiere grego George Papandreou renunciou), disse que sempre, salvo os conflitos do passado com os carcamanos, sempre admirou a culinária italiana. "Seja pizza, ravioli, macarrão, no rodízio eu papo tudo o que vier. Com azeitonas gregas, fica melhor ainda". Para incrementar ainda mais o comércio da Grécia, ele prometeu instalar também uma grande indústria de azeite, que rivalizará com a da Espanha. "Todos os dias eu rezo à Zeus para que a Grécia saia dessa crise. Mas eu sei que só com trabalho duro é que veremos resultados", conta Papadreou. Digo, Papademos.


terça-feira, 1 de novembro de 2011

Florianópolis é chance de ouro no Parapan

ALESC: um dos locais com o maior índice de acidentes de trabalho no Brasil
A capital de Santa Catarina Florianópolis é a cidade com maior número de representantes nos jogos Parapanamericanos de Guadalajara, que vão acontecer de 19 a 27 de novembro deste ano. Ao todo serão 111 atletas, todos aposentados da Assembleia Legislativa do Estado por invalidez. O Comitê Paraolímpico Brasileiro licenciou os esportistas em diversas categorias: "Eles são saudáveis, mas oficialmente inválidos. Vamos usar essa vantagem contra os adversários", ressaltou José Augusto Olegário, coordenador de equipe do CPB.

A maior esperança de ouro se chama Gaizito Nuernberg, aposentado aos 34 anos por motivos de doenças cardíacas. Ele, que tem 63 anos, vai participar das modalidades Triatlo, Maratona e Futebol. "O Gaizito é um exemplo de superação. Nunca vi ninguém que recebeu a notícia de que possui doenças cardíacas, dar a volta por cima do jeito que ele fez!", afirmou Olegário. "Como ganho dinheiro da aposentadoria, não preciso depender de patrocinadores para praticar meus esportes favoritos. Agora vou treinar o dobro para garantir o ouro para o Brasil", disse Gaizito, depois de seu treino de 80 quilômetros na praia, correndo na areia fofa.

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Bebê número 7 bilhões iria nascer em Florianópolis, mas ficou preso no trânsito

O garoto mal nasceu e já está aprendendo a dirigir com segurança
Uma menina filipina simbolizou a chegada do planeta à incrível marca de 7 bilhões de pessoas. Danica May Camacho nasceu saudável, com 2,5 kg, na capital Manilla. Por muito pouco, porém, a honra não coube ao Brasil, mais especificamente à cidade de Florianópolis. "Eu falei pro meu esposo sair mais cedo do trabalho, mas não, ele achou que a gente indo às 5 da tarde dava", explica a secretária Luzinete Pedroso. Residente do Rio Tavares, o casal acabou ficando preso no trânsito da ponte Colombo Salles e chegou atrasado para a cirurgia cesariana, marcada para as 19h30 no Hospital Florianópolis, no bairro Estreito.

De acordo com Djones Pedroso, marido de Luzinete, o casal planejou por muito tempo para que seu novo filho fosse o 7.000.000.000º habitante da Terra. "A gente até marcou o dia certinho pra namorar, não tem? Foi uma maratona aquele dia, mas foi tudo em vão", afirma. Pedroso foi pego de surpresa pelo trânsito. "Geralmente a tranqueira é lá pelas seis, até falei pra Luzi, mas agora o cara não tem mais como saber", diz o vigia noturno. O casal vai ter que se desfazer de várias roupinhas temáticas que já tinha comprado, com o número escrito por extenso e estampas do planeta explodindo.

Luzinete e Djones acabaram chegando no hospital apenas às 20h50. "Até que não demorou tanto, foi mais porque três carros engavetaram na faixa exclusiva para ônibus, senão acho que tinha dado", conta a secretária, "isso se o istepô do meu esposo tivesse chegado mais cedo né?". Com isso, Luan Santana Pedroso acabou nascendo por volta das 22h, tornando-o apenas o 7.000.000.398º terráqueo vivo. "Nada demais daí, né ô?", fala um desconsolado Djones, que contava com contratos de publicidade para pagar, entre outras coisas, o consórcio de um carro em nome do filho. "Ele vai precisar de locomover, né?", explica.

Movimento "Desoccupy Sarney" toma corpo em Brasília

"Fora o Bigode! Fora o Danado! Desoccupy, a moita do Senado"
Da sucursal de Bigodolândia - Na manhã desta segunda-feira (31), quinze estudantes, enfurecidos pela atual rebeldia-restart sem causa no Brasil, resolveram mexer o traseiro e fazer algo que pode arejar os corredores do coronelismo patriarcal da capital brasileira. Com bigodes-vassoura e tochas na mão, os protestantes bradaram o hino "Desoccupy Sarney" em frente ao Senado.

De acordo com um popular que presenciou o momento, o bigode-chefe, depois de ouvir gritos dos manifestantes, decidiu sair do casulo político para ver o que acontecia. "A surpresa foi inevitável. Sarney ouviu aquele pequeno burburinho chamando-o pelo nome e ficou pessoalmente emocionado. Resolveu, então, ir até aos estudantes e acenou. Todos começaram a gritar mais alto. Ocorre que vossa excelência, Presidente da Casa, não entende inglês". O relato oficial emitido pela secretaria de governo relata que o "Sarney só recolheu-se do local quando percebeu que os manifestantes queriam acertá-lo com bigodes e tochas".

O movimento tem raízes nos protestos da primavera, verão, outono e inverno americano contra a hegemonia bancária e multinacional em Wall Street. O "Occupy Wall Street" começou ignorado pela imprensa e, agora, molda-se como uma reivindicação legítima, influenciando outras pelo mundo - inclusive os estudantes do "Desoccupy Sarney". "Quando vimos que a biografia do bigode e do Restart estavam entre os livros mais vendidos da semana, tivemos noção de que havia algo muito sério na cabeça do brasileiro. Enquanto isso, o Sarney cagai, mas não Desoccupy a moita do senado".

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Zezé di Camargo e Luciano encenam adaptação no cinema do livro "Dois Irmãos" de Milton Hatoum

Zezé e Luciano ensaiando antes do show em Curitiba
Os dois filhos de Francisco fecharam, nesta sexta-feira (28), um acordo que promete apaziguar uma richa histórica entre os irmãos: o fato de Zezé sempre ser o protagonista da dupla. "No filme, a ideia do roteiro foi colocar Luciano como o personagem principal, que ganha o coração de Lívia, objeto da primeira disputa entre os irmãos Yaqub e Omar no livro. Vai ser incrível ver essa mudança de olhar" - explica o diretor Walter Salles, contratado a peso de ouro por Luciano.

No entanto, esta decisão já gerou um conflito real entre a dupla. Pela primeira vez Zezé sentira-se subjulgado ao seu irmão, fato que não engoliu no seco. Antes do show de ontem que realizariam juntos em Curitiba, Zezé, no camarim, em um ato de fúria, quebrou um pedaço de garrafa de vidro e atirou contra Luciano. O irmão, que protagonizaria Omar, o garanhão da história de Milton Hatoum, agora será obrigado a fazer o papel de Yaqub: a cicatriz em forma de meia lua ficou evidente em seu rosto.

Omar, quer dizer, Zezé di Camargo, manda seu irmão para o Líbanoquetepariu. Mas o que Yaqub faz, quer dizer, Luciano, é ficar quieto e sair do camarim. Acontece que durante o show solo que Zezé iria protagonizar, Luciano reaparece e declara à multidão: "fui eu quem escrevi todas as nossas músicas e aceitei, sem restrições, o fato de ficar em segundo plano na nossa carreira". O público surpreso responde com "Zezé é um mané, Zezé é um mané" e Yaqub sente, quer dizer, Luciano, com um sorriso no rosto, que poderá voltar a viver o papel que sempre quis em sua vida: ser o protagonista da história.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Ex-ministro Burlando Silva pendura chuteira e leva bolada de Demitilma Rousseff


"Nesse jogo, Burlando, você entra só no Terceiro Tempo"

Após intenso debate sobre como iriam jogar a pelada no fim de semana, a técnica Demitilma Rouseff decidiu que a bola de Burlando Silva andava muito murcha. “Já comprei da marca Wilson, Nike, Adidas, mas todas são furadas pela Veja. Parece até mentira”. A saída do jogador já era esperada. No fim da tarde de ontem, devido à dificuldade de encontrar uma redonda que satisfizesse os desejos da chefe, o próprio resolveu pendurar as chuteiras.

“Nós tentamos dar 110% a cada jogo, mas a professora não considerou os esforços do time” – revela Burlando, infeliz com a bolada de Demitilma. O caso foi levado a inquérito no STF (Suprema Titica do Futebol) e, unanimemente, adubaram o caso. É o sexto jogador que a técnica manda para onde o Diabo perdeu as chuteiras. O time, contando com os pontos sofridos, está apertado no campeonato. Os russos, chineses e indianos estão logo atrás para meter pressão.

No lugar de Burlando, entrará seu colega de partido Aldo Bedelho, que continuará metendo o dedo no trabalho de meio de campo entre laranjas e ONGs fantasmas fabuladas pela Veja.  A intenção é passar a bola do dinheiro público para debaixo do gramado mal capinado de nossa democracia. Mas, conselho de comentarista esportivo: Bedelho não poderá esquecer de agradar a técnica Demitilma, que, ao que parece, anda em uma terrível e interminável TPM (tensão pós-ministro).

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Stallone é acusado de plágio no roteiro de "Os Mercenários"

Filme de Stallone é acusado de usar clichês
O ator, diretor, roteirista e brutamontes Silvester Stallone foi acusado hoje de ter plagiado pelo menos 200 roteiros de filmes ação. A ação judicial foi movida por um grupo de 30 roteiristas de Hollywood que afirmam que o próximo filme de Stallone, Os Mercenários 2, contém cenas iguais a de outras películas gravadas desde a década de 80. O ator afirmou inocência e disse que vai se defender de todas as acusações, custe o que custar.

"É preciso reconhecer quando outra pessoa teve a ideia antes", desabafou Willian Gambino, produtor de mais de 50 filmes de ação em Hollywood. Ele diz ser a primeira pessoa que resolveu juntar vários brutamontes péssimos em atuação para desferir pancadas e tiros contra uma quadrilha quase infinita de traficantes de drogas, mafiosos chineses ou um exército de um ditador latino-americano. "Eu fui o criador de tudo isso, na década de 80, e exijo compensação pelo meu trabalho!".

"Esse cara não possui criatividade nenhuma", atacou o roteirista John McKeena, que escreveu as três partes da série Assassinos da pesada. Segundo ele, todo o filme de Stallone é composto por recortes de cenas de outros filmes. "A própria sinopse é uma imitação descarada!", afirma, referindo-se ao enredo que gira em torno de um policial que, com o parceiro assassinado por uma quadrilha, resolve fazer justiça com as próprias mãos.

Edgar Ramires, outro roteirista que está acusando Stallone, descreveu uma cena supostamente copiada: nela, a namorada do protagonista está sendo usada de escudo humano por um vilão, enquanto os rivais dialogam, até que o tira consegue mirar bem e acerta a cabeça do bandido, salvando a mocinha. "Esse cara acha que, por ter trabalhado em vários filmes nas décadas de 80 e 90, pode copiar todas as ideias", diz Ramires.

Stallone afirmou que já consultou seus advogados e que, se perder a ação, fará justiça com as próprias mãos, começando por eliminar todos os corruptos do poder judiciário e depois perseguindo um por um dessa quadrilha de roteiristas que trabalha a mando dos soviéticos. Para isso ele vai contar com a ajuda de uma equipe de mercenários composta por Jean-Claude Van Damme, Bruce Willis, Schwarznegger e Steven Seagal.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Ministério do Trabalho lança novo cadastro jurídico, o chamado Pessoa Cítrica

Campanha vistual do MT para cadastro de Pessoa Cítrica

Depois da descoberta pela Controladoria Geral da União (CGU) de que pelo menos 114 milhões foram desviados do tradicional patrocínio governamental a Organizações Não-Governamentais (o que me leva a pensar que dizer que uma ONG é independente é o mesmo que afirmar que frequentador de sauna gay é macho), o Ministério do Trabalho resolveu organizar um novo programa de cadastramento de pessoas que não são físicas e nem jurídicas, mas sim, cítricas.

“Há mais de 25 anos exerço a profissão, com orgulho, e só agora posso existir legalmente. Parece uma incongruência para um país que sempre confiou no trabalho de laranjas” – revela a pessoa cítrica, P.C., que não quis revelar sua identidade, mas que atualmente trabalha para Paulo Maluf. A ideia do programa “Minha Ong, Minha Laranja” do Ministério do Trabalho é atualizar o cadastro para alternar nomes e possibilidades de contratação desse serviço cítrico, porque os atuais já estão gastos pela recorrente divulgação na imprensa.

 Agora atenção! Papel e canetas à mão, para anotar os requisitos básicos para o cadastramento (caso você esteja morrendo de vontade de ser P.C. e padrinho de casamento de alguma filha do juiz Lalau – para sermos mais atuais, caso você esteja a fim de bater uma bolinha no fim de semana com o Ministro dos Esportes Orlando Silva e comer caviar na casa do Sarney): 

  1. Declare que você comprou uma mansão em jurerê internacional em seu nome, mesmo que sejas somente um vendedor de picolé na praia.
  2. Abra uma conta bancária nas Ilhas Cayman. (e viaje para lá, para ninguém desconfiar de quem te contratou). Pode ser um tiro no pé, mas serás bem recompensado.
  3.  Tome muita vitamina C. Segundo estudo da Universidade de Michigan, os laranjas mais bem sucedidos do mundo ingeriam, toda manhã, uma cota de vitamina C para mascarar o vírus da corrupção.
  4. Diga que você não sabe de nada e desde o começo aceitou o trabalho para ajudar a sua comunidade.
  5.  Fique por dentro dos últimos lançamentos de sabão em pó, para investir em uma lavagem monetária eficiente.
  6.  De vez em quando, denuncie seus concorrentes à imprensa, sempre com aquela voz de E.T. dentro do aquário, para aliviar a barra para o seu lado.
  7. Brigue por causas sociais, faça camisetas de “não violência aos animais”, porque ninguém desconfia de quem ama os bichinhos – principalmente os Koalas do nordeste da Austrália.
  8. Trabalhe periodicamente em uma casa de câmbio, para descobrir o fluxo financeiro das moedas estrangeiras.
  9. Quando você cumprir todos requisitos acima, cadastre-se pelo site (Não é o LARANJAS! Somos só um blog de humor, não ganhamos nada de nenhum político ou estelionatário – e freqüentamos o jurerê que não é o internacional!) http://ministériodotrabalho.org.br/cadastropessoacítrica
  10.  Pronto! Você ganhará uma carteirinha, com o seu número P.C., e poderá usufruir dos melhores benefícios desviados de Brasília.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Kadafi foi capturado e executado, mas pode ser que não

"Que engraçado este jogo no Brasil" - 22:25 in BSB
O ex-líder da Líbia, Muammar Kadhafi, foi capturado por rebeldes líbios (sempre eles) na manhã desta quinta-feira (20) na cidade de Sirte. Segundo informações do Conselho Nacional de Transição (CNT) do país, ele estava de cueca, lendo um gibi, em uma área isolada do acampamento de resistência, onde sua tropa defecava de medo desde a queda do governo de Rubi (40 anos de casamento). Kadafhi teria sido ferido gravemente nas pernas, perdendo a chance de ajeitar a roupa de baixo, que estava arriada.

Mas a verdade pode ser outra, caros leitores. Acaba de chegar em nossas mãos outra informação: Gaddafi não lia um gibi segundo a Saigon Press, mas uma revista de crochê. E não era uma cueca, mas uma túnica e nada mais. Ele foi capturado amistosamente, com direito a um tapinha nas costas para cair violentamente de bruços em um jeep empoeirado.

Tá difícil... Um SMS diz aqui que o Kadaffi não foi capturado, não sabe ler e nem usa cueca. Ele pode estar em qualquer lugar, até na assessoria do prefeito de Florianópolis, Dário Berger. A informação é respaldada pela Otan e o Setor de Inteligência do Gabão.

Não sei mais, pessoal. Tinha caído no spam e eu não tinha noticiado. O Kadhaffi acaba de falecer, após morrer de tanto rir lendo o blog Laranjas. Segundo fontes próximas ao ex-líder da Líbia, ele teria começado a rir na última quinta-feira enquanto acompanhava a atuação do Flamengo pela Copa Sulamericana e não se aguentou quando caiu nesta página, após digitar no Google, durante o intervalo, as seguintes palavras-chave: Larissa Riquelme - pornô - vídeo. Riu até agorinha o rapaz e morreu.

Bom, como esta última foi a primeira informação que recebemos sobre o suposto incidente (desculpe-nos pelo spam rigoroso), vamos mantê-la como a verídica. Mas basta acessar outro site de notícias para ter mais informações conflitantes. Com tempo, acompanhe a Globo News.




terça-feira, 18 de outubro de 2011

Globo recorre ao crowdfunding para transmitir o Pan 2015

No Pan, o Brasil é destaque nas modalidades Croissant e Rosca de Povilho.
Depois de ter perdido os direitos de transmissão televisiva dos jogos Panamericanos 2011, que acontecem em Guadalajara, México, a emissora Globo anunciou que não pretende ficar chupando o dedo na próxima edição: abriu um projeto no site Catarse para tentar financiar o contrato. “A Record conta com o dinheiro dos fiéis, nós apostamos na vontade do telespectador”, afirma o diretor de operações da TV Globo, Wilfredo Marinho em entrevista exclusiva ao LARANJAS na fila do banheiro de uma boate. O Catarse é um site que promove o crowdfunding, termo bacana em inglês para o que conhecemos como “vaquinha”. Nele, o usuário divulga seu projeto para que os outros financiem em pequenas partes.

Quem está dando bastante apoio à iniciativa da TV Globo são os esportistas. O atirador-de-carabina-de-ar Fernando Soares diz preferir a cobertura da Globo: “Mesmo que os comentaristas não saibam porra nenhuma de qualquer esporte, é muito mais animador competir com o Galvão Bueno gritando nosso nome”. Apesar de apoiar a ideia, os esportistas não poderão ajudar financeiramente: a maioria não possui patrocínio.

Do outro lado da telinha, muitos telespectadores também sentem falta da Globo. O estudante universitário Rodolfo Menezes acha que seus domingos de manhã estão incompletos com o Globo Esporte ignorando o Pan: “Muitas vezes eu acordei cedinho para acompanhar as emocionantes disputas no ciclismo, na maratona. Sinto falta disso, não consigo me acostumar com a Record”.

Em resposta à Globo, a rede Record divulgou uma nota oficial dizendo que não vai arredar o pé, e que vai “continuar roubando todos os contratos da emissora rival. Se depender da gente e da vontade de Deus Todo Poderoso Amém Louvado Seja Glória Glória Aleluia, não vão transmitir nem campeonato de gamão”.

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Dário Berger erra de PMDB no STF

Dário Berger não perde um encontro do PMDB
Sorriso simpático, papada e rosto corados pelo calor de 27ºC de Chapecó, no Oeste de Santa Catarina, Dário Berger entrou no Sinuelo Tradicionalista Farroupilha (STF) às 11 horas da manhã do último domingo (16). Ali estavam cerca de 500 pessoas, vestidas com traje típico gaúcho.

Cumprimentou a todos como se fosse um colega de partido. No segundo gaudério já ensaiava o toque bagual (pá na mão e pá no braço, seguido de um aperto forte). Não demorou e foi conduzido a uma mesa central, bem perto do palco, onde um aparelho de som tocava uma vaneira antiga. O cheiro de churrasco tomava conta do ambiente fechado do galpão de cinco mil metros quadrados.

— Com certeza é um CTG — brincou com seu assessor, que parecia inquieto olhando em volta.

— Não vi ninguém do partido ainda, senhor.

— É cedo, é cedo. Logo estarão todos aqui. O importante é que chegamos, não é? Olha, temos que continuar com esta estratégia. Qualquer evento do partido a gente tem que estar presente. Vai fazer uma grande diferença nas convenções para 2014. Este congresso do PMDB, por exemplo, foi um bom achado. Está de parabéns.

— Vi o anúncio por acaso. "PMDB se reúne em Chapecó".

— Fez bem, fez bem. Veja, vão começar a discursar.

Um gaúcho barbudo, pilchado da cabeça aos pés, de chapéu e esporas, se posicionou de pernas abertas em frente ao microfone:

— Tauras do PMDB! (uivos de euforia). Não nos apequenemos frente a modernização! Damos de espora no progresso e vamo manter esta xiruzada campeira encilhada em toro passo! (Dário, assustado, olha para assessor, sem piscar). Peões e prendas catarinenses deste movimento (o gaúcho tira sua daga), querem matar a tradição a qualquer custo. Não é a primeira e nem a última batalha desta nossa existência gaudéria (assessor se encolhe na cadeira). Não nos afrouxemo, pois semo vivente!  Um viva ao PMDB - Peleia Maragata pela Divisão do Brazil!

sábado, 15 de outubro de 2011

Depois de morto, editora lança “O corpo de Steve Jobs”

O livro já é um dos mais aguardados na booklist do NYT. Steve Jobs, que morreu no início deste mês, teve uma homenagem póstuma anunciada esta semana pela Editora Vida: todos os adoradores do ícone poderão agora conhecer um álbum de fotos impresso do corpo de Steve. Antes que isso pareça mórbito, a editora esclarece que pretende seguir o sucesso desencadeado pelo livro “A cabeça de Steve Jobs”.


“Nenhuma cabeça funciona sem o corpo. Isso a medicina já comprovou há anos e, ao que tudo indica, sustentará as vendas do primeiro livro da série. O quebra-cabeças Steve Jobs está sendo desmistificado” – conta o autor Steve Wozniak, conhecido como Woz, companheiro e admirador do corpo de Steve Jobs.

O outro corpo – Dennis Ritchie, fundador da linguagem C e do sistema operacional Unix, não teve sequer um livro sobre o pé dele. Sem o que Ritchie criou provavelmente não existiria computação, nem Linux, nem Windows, nem iPad, nem Android, nem Mac OS X, nem internet, nem celulares, nem a sua mãe talvez. O fato de grande parte dos meios de comunicação terem esquecido de noticiar sua morte, no dia 8 de outubro, foi porque poucos do jornalismo entendem o que é linguagem C (além daquele que está na pasta Meu Computador) e Unix e pelo infeliz fato de Ritchie ter escolhido morrer logo depois de Jobs. Os princípios editoriais da organizações Laranjas, no entanto, enfatizam que “é imprescindível para a existência do blog tal conhecimento, pois, mesmo sem sabermos o que é, aplaudimos quem o criou”.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Anões do orçamento voltam a jogar pela seleção brasileira

À dir: Sarney dita as regras para os anões fora de prática
Lembra dos Gigantes do Congresso? Que aviltaram os gramados de Brasília em 1993? Não? Pois é. Contando com isso, os pequenos e grandes corruptos da história brasileira José Carlos Alves dos Santos, Ibsen Pinheiro, Genebaldo Corrêa, que formaram a primeira equipe de fraudadores anões do mundo, estão de volta para estremecer os corredores do parlamento brasileiro junto com uma tropa de comissionados.

Mas para conseguir votos na próxima eleição, sem serem reconhecidos por algum professor de cursinho, camuflaram-se de jogadores da seleção brasileira. Deu certo – até meio metro. “Tentei ficar feio que nem o Ronaldinho Gaúcho. Mas o que não consegui mesmo foi esconder dinheiro com essa fantasia. Era mais tranqüilo na época do paletó, calça, gravata e algumas ONGs” – conta Ibsen, nostálgico. Veja mais na reportagem: http://tinyurl.com/4yuwa82

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Sarney indica afilhado para vaga de Guga Kuerten em Floripa

Sarney jogou basquete na juventude, mas preferiu indicar aliado
O anúncio feito por Gustavo Kuerten, em entrevista ao jornal Diário Catarinense, de que estaria disposto a abandonar Florianópolis, alvoroçou as lideranças políticas do Estado. Nos bastidores, porém, quem também tem mexido seus pauzinhos é José Sarney. O presidente do senado tem dito a interlocutores que a Ilha de Santa Catarina não pode ter o cargo de símbolo vago e que, caso seja chamado, está disposto a ajudar. "Seria uma homenagem à democracia do esporte", teria afirmado.

No entanto, a coisa não para no terreno da especulação. O LARANJAS apurou que Sarney já tem até um nome para indicar: o maranhense Genésio Antunes, presidente da Viva São Luís Eventos, que realiza cursos em parceria com o governo federal. Entre janeiro e setembro de 2011, a empresa já recebeu R$ 4,5 milhões através de emendas parlamentares. Antunes é aposentado da assembleia legislativa do Maranhão e filiado ao PMDB do Acre, embora já tenha passado pelo PDS, PFL, PP, PR, PFL de novo e PTB.

Procurado pelo LARANJAS, José Sarney negou conhecimento da entrevista de Gustavo Kuerten, mas garantiu que Antunes é ótima pessoa. "O Genésio é um quadro muito bom, e sua habilidade na gestão de eventos em São Luís certamente o capacitaria para substituir um ídolo como o Guga", afirmou, lembrando que os fatos de seu afilhado ter 134 quilos e nunca ter chegado perto de uma quadra de tênis ou de Florianópolis não o descredenciam. "Não vejo necessidade do substituto ser atleta ou manezinho, tem apenas que amar o Brasil e a democracia, como eu", completou.

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Jovem processa Facebook por ainda não ter a nova timeline

Pietra se desespera por não ter a timeline
A estudante Pietra Gonçalo entrou com uma ação de reparação por danos morais contra o Facebook e seu dono, Mark Zuckerberg, na 14ª vara cível de Florianópolis, no bairro Estreito. A jovem de 21 anos, estudante de Direito na Universidade Federal de Santa Catarina, alega que está sofrendo perdas irreparáveis por ainda não possuir a nova Timeline, serviço lançado com alarde pela rede social há pouco mais de um mês.

"Tipo assim cara, os caras prometem super que o Face ia revolucionar e tals, e aí não vem pra mim, cara...", afirma Pietra. A estudante diz que o modo antigo do Facebook não permite que ela personalize de forma adequada suas fotos, o que impossibilita que seus amigos acompanhem correta suas idas às festas da universidade. "As fotos da Tourada estão aparecendo antes das da Insanitária, cara... COMO ASSIM?!?!", completa.

Pietra afirma ter lido em torno de 25% do contrato de uso do Facebook e que, pode, com certeza, afirmar que tem um caso. Seu namorado, Tiago Demirona, concorda. "Eu também li quase metade do contrato, e ali fala claramente que todo mundo igual no Face, tipo Constituição, mano", defende o rapaz, que é formado em Direito, mas como não passou no exame da OAB, não pode representar a namorada.

O outro lado - Procurados pela reportagem do LARANJAS, o escritório de advocacia que representa o Facebook no Brasil disse que aguarda notificação da justiça para se manifestar. No entanto, o próprio Mark Zuckerberg postou em seu perfil na rede social um comentário que pode ter a ver com o caso. "Vocês brasileiros não aprendem mesmo", diz a nota. O LARANJAS procurou então Pietra Gonçalo para saber sua opinião sobre a nota, mas não conseguiu encontrá-la em lugar nenhum. Nem no Facebook.

domingo, 9 de outubro de 2011

Substituição no Facebook: sai monoteta e entra o monocelha

A Ellen Roche é 'dimaiishh'
"Eu só queria ver seios." Assim resumiu Cauê Minescal, 15 anos, sobre a ideia do "foto sem blusa", manifestação no Facebook em prol da nudez feminina, que durou menos tempo que uma punhetinha durante cenas de Ellen Roche em O Astro. O ato malicioso do rapaz, que recebeu a reportagem do Laranjas no lugar da casa onde passa a maior parte do tempo - no banheiro, repercutiu negativamente após ter sido associado ao dia nacional de combate ao câncer de mama (27/10).

Como vingança, mulheres de todas as idades começaram uma campanha contra Minescal e todos oportunistas que compartilharam o "foto sem blusa". A imagem de um corpo feminino com uma das mamas retirada, acompanhada de uma mensagem cheia de "babaca", "câncer" e "mama" pipocou nas timelines. "Mas eu queria ver seios, não só um", choramingou. 

Lição dada, uma ação começa a ganhar espaço ainda neste final de semana. O Movimento dos Sem Pinça (MSP), traz a mensagem de amor e paz entre adolescentes na puberdade e mulheres maduras, esclarecidas e com senso de humor negro elevado. "O momento é de pluralidade de opiniões e é preciso respeitar as diferenças, aqui e agora". Também não entendemos nada, mas como a grande imprensa tem nos ensinado, repercutimos tudo.

sábado, 8 de outubro de 2011

Minuto a minuto Zorra Total - 8/10/2011

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Após ato no Facebook, violência infantil é erradicada no mundo

Crianças agora podem brincar sem medo da violência
Na manhã desta sexta-feira (7), a ONU divulgou um estudo que comprova que a violência infantil está completamente erradicada no mundo. Em coletiva, o secretário-geral da instituição Ban Ki-moon atribuiu isso aos protestos realizados por brasileiros no Facebook há três dias. A atitude de colocar imagens de desenhos animados no lugar da foto do perfil até o dia 12 gerou controvérsias nas redes sociais, mas na manhã de hoje calou a boca dos críticos.

Durante o anúncio, Ban Ki-moon não escondia a expressão de surpresa e ao mesmo tempo alegria: “Eu nunca imaginei que esse pessoal do Facebook conseguiria mudar o mundo sem sair da frente do computador”. De acordo com ele, o estudo surgiu junto com a manifestação, como forma de mostrar para essas pessoas que protestos online não adiantam nada. Mas todos os encarregados acharam curioso quando, ao fim do primeiro dia, as taxas de violência infantil haviam caído pela metade. No segundo, ainda existia apenas na Ásia e na África. “Foi uma verdadeira revolução causada pelas redes sociais”, conclui Ban Ki-moon.

No Facebook, a manifestação gerou controvérsias. O que era pra ser apenas uma brincadeira em nome da nostalgia foi aos poucos se solidificando como um protesto. Alguns usuários rebateram dizendo que “pra mudar o mundo é preciso sair de frente do PC e agir”. Até a equipe do site havia anunciado que iria excluir todos os perfis que tivessem essa alteração. Ainda não foi divulgada a atual posição do Facebook depois do anúncio da ONU, e o fato está somente em quarto lugar nos trending topics mundiais do Twitter.

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Facebook vai deletar perfis com fotos de desenhos animados

Ursinhos Carinhosos estão entre os avatares mais utilizados
O Facebook anunciou que irá deletar todos os perfis de usuários que trocaram suas fotos por personagens de desenho animado. A ideia surgiu como homenagem ao dia das crianças, passou a um protesto virtual contra a violência infantil e vai terminar como a maior desativação coletiva de perfis da rede social desde 2008. Estima-se que 1 milhão de usuários tenham aderido à brincadeira. Todos brasileiros, para variar.

"O uso de personagens como avatares infringe o regulamento do Facebook, pois impede o processo de mapeamento facial de todos os seres humanos, que está sendo finalizado", afirmou o porta-voz da empresa, Roy Trenneman. Ele fez um pedido aos brasileiros para que colaborem com o projeto de dominação mundial de Mark Zuckerberg, sob pena de "ficarem de fora do futuro regime da informação", que ele garante que será democrático.

O Facebook deu até a manhã desta sexta-feira para que os usuários retornem a seus avatares anteriores, postando também um pedido de desculpas. "Com a nova timeline, isso ficará registrado para sempre. Queremos que os brasileiros nunca, mas nunca mesmo, esqueçam que cometeram este erro, mas que nós perdoamos", lembrou o porta-voz, "nunca, nunca, nunca".

Crises - Trenneman não crê que a brincadeira brasileira tenha a ver com o processo de orkutização do Facebook. "O que é Orkut? Nunca ouvimos falar", disse, com um sorriso maroto. Em 2008, porém, Mark Zuckerbeg determinou, pessoalmente, que milhares de usuários que fugiam do Orkut, devido à crise financeira internacional, migrassem para o Facebook. Foi preciso a intervenção do governo americano, que fez um aporte de bilhões de dólares na rede social do Google, com a contrapartida de que todas as comunidades contra George W. Bush fosse retiradas do ar. Rumores no mercado dizem que o Google + está precisando do mesmo socorro em 2011, e já faz chantagem.

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Dário Berger vai tentar o penta em 2012

Berger em entrevista aos principais grupos de comunicação do estado
O prefeito de Florianópolis Dário Berger (PMDB) anunciou no começo da tarde de hoje (4) que vai se candidatar nas eleições de 2012, em busca do pentacampeonato. Tudo depende do julgamento do Supremo Tribunal de Justiça Desportiva, que está tentando invalidar os dois títulos anteriores, o tri e o tetra. Berger está invicto há 16 anos (quatro eleições), e passou pelas prefeituras de São José e Florianópolis, respectivamente.

A meta agora é conquistar a cidade de Palhoça, conhecida pelo crescimento acelerado nos últimos anos. “Já estamos fazendo estudos com o eleitorado, perguntando o que ele precisa em um candidato. Vamos começar a campanha de 2012 a mil”, revela Berger, sob efeito de tranqüilizantes, ao LARANJAS, que aproveitou para tirar fotos dele nu para depois chantageá-lo. “A prova de que não estou ilegal é o povo, que ainda me mantém no poder. Eu melhorei 100% essa cidade, e agora vou mudar a vida dos palhocenses”, diz o prefeito, não temendo a cassação. A reportagem ainda não descobriu se ele estava referindo-se ao seu mandato ou à atuação das empresas de segurança e de transporte público pertencentes à família. “Nosso objetivo é conquistar o hexa e trazer a Taça das Bolinhas para Santa Catarina”, finaliza antes de cair em sono profundo.

O processo de cassação foi pedido pelo Partido Progressista (PP) por motivos de ciumeira. O clã Amin, pertencente à agremiação, perdeu o posto de família oligarca na capital para os Berger em 2004. “Isso é um absurdo. São José e Florianópolis, é praticamente a mesma cidade”, desabafa uma fonte anônima, careca e de óculos. “Agora que o processo chegou ao STJD é tudo ou nada. Confiamos no julgamento do STJD, que no passado cassou aquele desgraçado do Edilson Pereira de Carvalho”, lembrou a mesma fonte, que tem nome estranho e já se candidatou a presidência do país. Ainda não se sabe o que acontecerá no tribunal, mas essa noite vai ser de emoções para ambas as torcidas.

Larábolas do dia:

Porque os profetas ditam as parábolas, mas os sábios as profetizam.

"Pedi 1000 litros desse achocolatado... dizem que é muito bom, né?"
Justin Bieber exigindo Toddynho para seu camarim nesta turnê brasileira, sem saber que, dias antes, a vigilância de Saúde do RS constatou que o líquido havia um ph similar ao da soda cáustica.
Os fãs do Metallica, que ainda estavam no Rio de Janeiro, bradaram a escolha.





"Sabe como é, devagar, devagarinho"
Martinho da Vila sorrindo, como sempre, ao comentar sobre as previsões de inauguração dos estádios da Copa em 2014.




"Yo soy Real, mas assino como Santos no Brasil"
Neymar carimbando passaporte na Espanha.




"Eu já sabia"
Professor aposentado pela UFSC, que há anos não frequenta o espaço universitário, sobre a descoberta da expansão acelerada do Universo que levou o prêmio Nobel de Física 2011.




"Nunca irei alcançar meu ídolo Charlie Sheen"
Rafinha Bastos, após publicar esta imagem em seu twitter, complementando que "foi uma noite muito triste" depois de ser afastado pelo programa CQC.





"Depois da Wanessa e o bebê, agora voltarei a comer as gordinhas. É um investimento a longo prazo"
Rafinha Bastos sobre a liberação pela Anvisa da substância sibutramina, anunciada hoje, o que deixará as gordinhas mais amigas do espelho e de Rafinha.

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Laranjadas Apócrifas [2]

Por Nathan Schafer

Malvino Salvador vai viver Caio Fernando de Abreu na telona

Malvino Salvador se prepara para falar 352 frases de CFA
Um filme sobre a obra de Caio Fernando de Abreu será lançado em 2012. Dirigido por um perfil feminino no Facebook, o longa consiste em um monólogo, interpretado pelo ator Malvino Salvador, com 352 frases existenciais do grande pensador, falecido em 1996. O detalhe é que o amazonense vai declamar tudo usando apenas uma sunga, na proa de um iate em alto mar.

"O filme é uma adaptação de um sonho que eu tive noite passada. Sei lá, tipo, naquela noite, ãããã, eu tinha postado muitas frases do Caio Feeer Abreu. Ai! Eu amo ele mais que tudo. E eu amo o Malvino Salvador também, né? Daí surgiu a ideia do filme", justificou a produtora, roteirista e diretora Letícia Siqueira Almeida de Albuquerque, 19 anos, que acaba de postar em sua página no fb as fotos do último final de semana, desfrutado em baladas de Balneário Camburiú.

Letícia Siqueira Almeida de Albuquerque cursa Medicina na Unisul e nunca fez nenhum filme na vida. "Apenas videozinhos na balada, susse, assim. Mas acho que dá nada, né? Importante é ter a ideia."

Sobre a seleção das frases do letrista, Leti avisa que a principal fonte vai ser a rede social que mais cresce no Brasil. "Tá tudo lá, já. Tem até um aplicativo que gera frases dele todo dia, nunca visse?". Aproveitando que a escolha ainda não começou, devido a uma viagem da jovem de 19 anos prevista para este mês, o Laranjas sugeriu a melhor fonte de citações de CFA no Facebook (este link é sério).

A produção será financiada pelo pai da diretora, empresário do setor imobiliário de Florianópolis Jaime Naves Siqueira de Albuquerque Ramos Neto e inclui um cachê de R$ 800 mil ao ator e equipamentos (o iate pertence a família). "Caio Fernando de Abreu por Malvino Salvador de sunga" deve estrear no meio do ano que vem nas principais salas de cinema do Brasil.

sábado, 1 de outubro de 2011

Crítica Laranjas: Shakira no Rock in Rio 2011

Os Laranjas são muito fofos, gente!
Crítica para elas: Rebola, requebra, quebra, cola, sobe, desce, pula, joga-se, abre, cai, levanta, estica, encurva, sorri, chora, transpira, cospe, dança e até canta. Esta é Shakira em ação, seja no Rock in Rio, seja em performance exclusiva para o elenco do Barcelona, equipe onde joga seu zagueiro Piqué.

O show da cantora colombiana na madrugada deste sábado sacudiu a plateia na Cidade do Rock. Envoltos por um astral especial, o público cantou e se emocionou no embalo dos sucessos da moça de 34 anos.

Simpática, simples e contagiante, Shakira parecia uma adolescente que desperta de um sonho bom com seu príncipe encantado. Ela domina o palco como se fosse seu quarto, temperado por uma manhã ensolarada de primavera. Vai de uma ponta à outra, com pés descalços, saltitando e sorrindo. É possível imaginá-la com toalha envolta no cabelo molhado, fazendo a unha na caixa de retorno, enquanto canta com toda alma.

O LaranjasBlog só faz um porém em relação ao show que fechou o sexto dia de evento. Algo que reparamos em uma teimosa análise racional, quase impossível quando se trata deste fenômeno: quando Shakira gira, rebolando, pulando ou em qualquer circunstância, ela sempre faz a volta no sentido anti-horário, nunca o contrário. Por mais ensaiada a coreografia, sempre a loirinha sai do 12 e passa pelo 9, 6 e 3 para voltar, enfim, ao 12 novamente.

Te quiero Laranjas! Como te quiero!
Chatices típica de quem se presta a analisar e não contemplar esta artista nata. Artista que no fim presentou os brasileiros com uma das música mais representativas do repertório nacional - "País Tropical" - ao lado da cantora Ivete Sangalo.

Crítica para eles: Rebola, requebra, quebra, cola, sobe, desce, pula, joga-se, abre, cai, levanta, estica, encurva, sorri, chora, transpira, cospe, dança e até geme. Esta é Shakira em ação no Rock in Rio, mas imaginem na cama. Duro deve ser aguentar mais que 30 segundos num quarto fechado com este diabo. O zagueiro do Barcelona e namorado da colombiana, Piqué, deve levantar bandeirinha branca só dela vir em direção a ele. "Perdón, no puedo más. Ya estoy mojado."

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Governo admite que ação contra anúncio com Gisele Bündchen foi motivada por falta de sexo


Gisele Bündchen se recupera da exclusiva com o blog
Um dia após entrar com uma ação para impedir a veiculação de propagandas da marca de lingerie Hope na televisão, a Secretaria de Políticas para Mulheres fez um mea-culpa e admitiu, em nota oficial, o que todos já imaginavam: suas integrantes passam por uma longa seca de sexo. "Pedimos desculpas pela tempestade em copo d'água, mas é isso que dá quando 323 mulheres insatisfeitas há muito tempo entram na TPM simultaneamente", afirma o texto assinado pela ministra Iriny Lopes, que ainda pede desculpas por tentar impedir "a visão de uma deliciosa Gisele Bündchen de calcinha e sutiã".

A situação está realmente crítica na Secretaria. O LARANJAS apurou que a média de abstinência das servidoras é de oito meses - no cálculo não entram as lésbicas e bissexuais com menos de 23 anos, que ficam em média apenas dois dias sem contato fálico. "O cotidiano aqui é um inferno, a mulherada fica tensa o tempo todo e só se acalma quando chega um tiozinho que vende doces", afirmou Iriny, sem esclarecer se quem traz paz é o tiozinho ou os doces.

O outro lado - Uma alta executiva da Hope, que tem uma vida sexual saudável e bem resolvida, afirmou que a empresa pede desculpas se algumas mulheres se ofenderam. "Mas isso é falta de rôla, né querido?", completou. A agência de publicidade que bolou a campanha não retornou os telefonemas da reportagem, já que todos os funcionários estão ocupados dando risada e agradecendo aos céus pela mídia espontânea gerada pela Secretaria.

A supermodelo Gisele Bündchen, em entrevista exclusiva ao LARANJAS, disse que nada tinha a ver com a estratégia da empresa. "Eu nem sabia o que tava fazendo, só queria terminar logo e ir pra casa me refestelar com o maridão", afirmou a top, lembrando que não tem problemas sexuais desde que terminou com Leonardo Di Caprio. De acordo com Gisele, as moças da Secretaria precisam relaxar, raspar o buço e arrumar uma boa foda, o que resolveria todos seus problemas. "Não há estresse que uma bela duma trolhada não resolva", polemizou.

Coveiros aderem à onda de greves e negociam com Morte para aliviar número de corpos

Nesta sexta-feira,30, os trabalhadores do cemitério do Itacorubi e de São Cristóvão, em Coqueiros, resolveram largar a pá da cova para reivindicar melhores condições de trabalho, assim como os bancários e os carteiros. Acontece que a quantidade de mortos nesse ano superou a capacidade de armazenamento dos jazigos em Florianópolis. Só no mês de agosto, a proporção se manteve de 8 mortos para um túmulo. Com isso, os próprios coveiros foram intimados pela Prefeitura a fornecer parte de seus quintais para enterrar os presuntos.

“O pior é que nunca tive algum pedaço de terra. Mesmo assim, um funcionário da guarda municipal utilizou de sua truculência para me intimar a colocar um morto fresquinho em meu freezer novo. Isso não é justo” – lamenta Tristo de Sanctis, coveiro há mais de 20 anos no Itacorubi.

Segundo ele, o problema está justamente na qualidade dos defuntos. “Não ficaria chateado em colocar alguém no frigorífico lá de casa. O problema é que só tem morrido gente sorrindo ultimamente, com cara boa. Como vou colocar alguém assim perto dos meus nuggets de frango? É muito triste. Preciso ligar para a Morte e dar uma dura nela. Porra, fazem dois anos que não enterramos nenhum salafrário! Muito menos um político”.

Outra razão apontada pelos funcionários à greve foi o aumento expressivo nesses últimos meses de mortes de pessoas acima de 1,90 de altura. Devido a esse fato, o trabalho de readequação do corpo, que deveria ser realizado por especialistas do Instituto Médico Legal, ficou a cargo dos próprios trabalhadores, que sem instrumentos adequados, acabavam fatiando presuntos com facas de pão.

A negociação

De acordo com o site de notícias FOL, funerária online, o maior portal de notícias para os que já viram o fim do túnel, o apoio à greve está sendo avaliado pela Comissão Reguladora da Vida (CRV), que decide quem vai ou não bater as botas. A atual presidente da CRV, Dona Morte, acredita que a reivindicação é legítima, mas diz que manterá o desejo dos comensais em ceifar jogadores de vôlei e basquete. “Atualmente todos querem descansar em paz e eu é que fico com todo o trabalho. Claro que isso é desgastante para os coveiros, mas isso também complica para mim. Como nunca gostei de esportes, mantenho a minha posição”.

--

*Para quem se interessa por notícias funerárias, aí vão as últimas do FOL:

Australiana cria Coleção de Roupas para quem já Passou Dessa para uma Melhor

Funerárias de Manaus terão Central de Distribuição de Óbitos

Necrotério na Turquia cria Alarme para Defuntos que “Ressuscitam”

Motorista de carro funerário é preso por dirigir bêbado na BR-153 em GO

Agente funerário: um olhar histórico sobre o surgimento dessa profissão

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Armada, Dilma Roussef toca invasor do Palácio do Planalto no melhor estilo "me dá o lá, que eu te dou o dá cá"

Dilma Roussef nega instinto e deixa escapar invasor com vida
Um homem armado invadiu o Palácio do Planalto e foi contido por seguranças na manhã desta quinta-feira em Brasília. Em seguida, uma presidenta armada saiu de sua sala no Palácio do Planalto e foi contida por seguranças na manhã desta quinta-feira em Brasília. O embate entre Maycon Kusther Pinheiro e Dilma Roussef só não ocorreu porque Deus quis assim. "Já matei mais de mil, seu cabra", intimidou Roussef, que segurava na mão esquerda (ela é destra) sua espingarda calibre 12.

Controlada a situação, o homem entregou a arma aos seguranças que fizeram o meio-campo. "Isso tudo só está acontecendo porque recorri a todas as esferas da Justiça e não fui atendido. Estou sendo perseguido por uma organização criminosa há meses. Enfim, acho que encontrei alguém para me defender", disse sorrindo, olhando em direção à Dilma.

"Epa! Não faço mais estas coisas, seu moço. Justiça pra mim agora, só pela lei", recusou ela meio sem jeito, enquanto ajeitava seu blazer amarelo com um jeitinho feminino raro de se ver por ali.

Enquanto a presidenta voltava para sua sala arrastando a garrucha, o segurança Altamiro Lima, de 2,09 metros e 130 quilos deixou escapar: carai! Acho que me borrei.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Leonel Pavan depõe em "A Vida da Gente"

Mais um representante catarinense deve brilhar na novela das seis - A Vida da Gente. Depois de Gustavo Kuerten, o Guga, será a vez do ex-governador Leonel Pavan fazer uma ponta na trama da Rede Globo. A emissora carioca confirmou em seu site que o político fará um depoimento onde se defende de acusações de prevaricação, tráfico de influência e formação de quadrilha. As cenas foram gravadas no prédio da Polícia Federal, na última sexta-feira.

Leonel Pavan atuando em depoimento feito à Polícia Federal ainda em 2009
Contente com a atuação, Pavan saiu do prédio cumprimentanto a todos e chamando pelo nome. "Não é a primeira vez que atuo desta forma aqui na PF", gabou-se.

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Christiane Torloni imita Cássia Eller e mostra os peitos ao vivo no Rock in Rio 2011


Ao final da entrevista para a repórter Dani Monteiro do Multishow neste fim de semana, Christiane Torloni resolveu lembrar um gesto que marcou a todos que viram a coisa mais estranha da face da terra na edição de 2001: os peitos da Cássia Eller.

Com a frase “Eu sou rock ‘n rolla, baby”, a atriz cinquentona terminou o depoimento para a Dani na área VIP e puxou a blusa para cima, mostrando que pode ressuscitar a falecida Eller só com um gesto e silicones.

Tudo começou com o open bar do camarote. Torloni já tinha Torlado boa parte do cardápio de bebidas, sobrando para os organizadores do local recorrerem a um plano B. “O que vamos fazer” – perguntaram-se, aflitos, os barmens do camarote sem saber onde arranjar mais bebida para o pau-d’água e furacão Torloni. A resposta veio rápido.

“Estávamos limpando a cozinha, quando, de repente, um maluco correndo arrancou da minha mão o álcool que eu usava para tirar a sujeira da chapa de hamburguer” – conta o chef de cozinha do Bob’s, boliviano, que foi contratado para fazer um trabalho escravo durante os dois fins de semana do evento. Então, o que parecia uma solução de emergência, acabou em uma cuba libre especial para Torloni que glorificou, mais uma vez, o jeito Cássia Eller de terminar um Multishow.

Volta do RU movimenta UFSC

Depois da Pegadinha do Mallandro de segunda-feira, quando todos esperavam a abertura que não aconteceu, o RU finalmente voltou hoje (27). Os universitários perdoaram a piada e homenagearam os trabalhadores do restaurante com A Maior Fila de Todos os Tempos, que chegou a rótula do CCE. Famintos, a legião de estudantes devorou ao todo três toneladas de carreteiro, feito com as sobras de todos os churrascos promovidos pelos servidores durante a greve; cinco caixas d'água de suco, 10 carrinhos de mão de farofa e cinquenta panelas de arroz e feijão.

A volta do Restaurante Universitário também despertou o espírito empreendedor em algumas pessoas. O estudante de Biologia Rodrigo Bastos aproveitou a oportunidade para ganhar um dinheiro extra: ele não revelou a notícia ao seu pai, que mora em Sorocaba, e continua lhe enviando 15 reais por dia para almoço. "Pretendo investir esse dinheiro em churrascos, baladas e maconha". Já o graduando em Ciências Sociais Roberto Adamastor viu nas grandes filas um ótimo negócio: ele entra nelas, e quando está lá na frente, vende seu lugar. Hoje, no dia da reabertura, ele lucrou 50 reais. "É incrível como muita gente não sabe que furar a fila sem pagar é uma prática comum", revelou, em off, para a reportagem do LARANJAS.

Universitário já está acostumado com filas: xerox, BU, trânsito. "Por 1,50, até injeção na testa", conta um calouro.
De olho na concorrência - Depois de meses de preços altos e lucratividade elevada, os demais restaurantes do entorno da UFSC estão preocupados com a perda de clientela. José Antônio Cardoso, proprietário de um bifê a quilo no Pantanal, buscou uma solução para evitar o prejuízo. Ele vai reformular seu restaurante, para entrar em concorrência direta com o RU. O preço será R$ 1,49, um centavo a menos, "e prometo dar o troco exato", conta Cardoso. Para possibilitar esse desconto, já que não é subsidiado pelo governo, o proprietário vai cortar os gastos na cozinha: a bandeija de lata só terá três divisórias (enquanto a do RU possui seis), o cardápio vai ser arroz ou feijão, salsicha, meio ovo cozido, e de sobremesa, metade de uma laranja. "O universitário não liga para o cardápio, ele quer é pagar barato", explica. A única ameaça para o empresário são os dias em que o RU serve Strogonoff: "Batata palha à vontade é um grande apelo".

Laranjadas Apócrifas

Por Nathan Schafer

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Aplicativo da Apple poupa tempo e paciência do usuário

Cauê não precisa repetir a história mil vezes
"A vida não é perfeita". Assim suspirou Charles Darwin ao se despedir de serelepes baianinhas que, com água até as canelas, sacudiam suas partes em acenos efusivos e emocionados para a embarcação HMS Beagle que sumia no horizonte. Isto foi em março de 1832. Explicar a dor daquele momento tantas vezes mataria de tédio e nostalgia o pai do Evolucionismo quase 50 anos depois.

Foi preciso muitas topadas em quinas de cama, braços quebrados e atos inconsequentes de uma noite de embriaguez para que estudantes de Faliologia, da Universidade da Tonga da Mironga do Kabuletê, criassem uma forma simples de transmitir os infortúnios que acompanham a espécie humana desde o último símio.

O aplicativo da Apple, já disponível para IPad, IPhone, IPod e Mac, funciona como discurso pronto para aquele chato que olha a testa da pessoa sem sobrancelha e não se controla em pedir o por quê?

"My face, your ass", como foi batizado, é fácil de usar. O usuário grava um vídeo em que conta, por exemplo, como a ex o chutou. Faz isso com toda a técnica de retórica que for capaz, cheio de gestos, brincadeirinhas, auto-flagelo, choramingos e reticências. No fim, clica em stop e escolhe uma tecla do teclado para servir como atalho.

Pronto, a pessoa estará livre de gastar saliva e tempo explicando a mesma história incontáveis vezes para todo tipo de pessoa. Ao primeiro colega de trabalho que perguntar "você está diferente, o que foi com seu nariz?", acione o vídeo e volte a seus afazeres.

Bel no Fas, um dos idealizadores do produto, adianta que qualquer receio de se passar por uma pessoa antipática perante seu grupo social não se fundamenta, pois a geração Y prefere mesmo se comunicar com vídeos reproduzidos em players de baixa resolução do que pessoalmente. "Quanto mais views a história tiver, mais interessante fica para o curioso da vez", acrescentou.

O detalhe é que cada vez que o discurso é acionado, o número correspondente àquela exibição é emitido pelo aparelho, podendo dar uma dimensão de quantas vezes uma pessoa conta a mesma história, em decorrência de uma mudança em sua vida.

"Esta é a sétima vez que imobilizo o pulso por conta de um esforço repetitivo de uso do computador. Antes eu ficava explicando o motivo mil vezes para meus amigos. Depois passei a escrever bem grande a palavra 'LER' no gesso, para que ninguém me incomodasse, mas mesmo assim tinha que ficar mostrando. Agora, com o "My face, your ass", basta dar o play, entregar o aparelho pra pessoa e ficar de bobeira", comemorou Yan Ki Se, 9 anos, representante da geração Y que já adquiriu o aplicativo para seu IPhone.

E para você que chegou até o final deste texto, o início realmente não tem muito a ver com o resto. Apenas gostei da imagem do Charles Darwin se despedindo de serelepes baianinhas. Obrigado por acessar o blog.

[LARANJAS QUATRO ANOS] A origem

Durante os primeiros dias da primeira fase no famoso Curso de Jornalismo da UFSC, alguns alunos daquela turma, matriculada no segundo semestre de 2007, tentaram iniciar uma publicação própria. O princípio era o de se expressar, com a justificativa de que qualquer um que tem ideia na cabeça e observa o mundo de maneira meramente crítica pode ter sua publicação. Algo comum entre calouros de comunicação em qualquer universidade do país.

Em reunião na sala 142, do Centro de Comunicação e Expressão, ocorrida em meados de agosto, o então calouro Thomas Michel Antunes reuniu cerca de 15 iguais para apresentar a sua ideia - um zine que falasse das coisas da UFSC, com foco no público universitário. A dificuldade de harmonizar tipos tão distintos em experiência, convicção e expectativa fez com que o projeto morresse ali mesmo.

Ainda na saída, dois alunos ali presentes foram abordados por um colega que tinha uma ideia parecida com a de Thomas, mas não com aquele foco. Bruno Volpato marcou então com Marcone de Souza Tavella e Rafael Hertel uma reunião para os próximos dias onde ele iria expor sua proposta.

Só em setembro os três voltariam a se reunir com este objetivo. Ensaiando uma nova amizade, sentaram então em um jantar no Restaurante Universitário para que, enfim, Volpato falasse.

A ideia era um jornal mural, com notícias falsas, baseadas em um humor nonsense característico em publicações como Pasquim, Planeta Diário e Casseta Popular. Marcone e Rafael se empolgaram na hora, mesmo sem saber muito bem do que se tratavam estas publicações e qual humor estava presente nelas. Começaram a produzir textos na mesma noite.

Mas a produção era pouca para um jornal mural e o idealizador não demonstrava muita ação. Foi quando em 19 de setembro de 2007 Rafael Hertel criou o Blog dos Laranjas. Ato que não agradou o dono da ideia, mas serviu para que este se mexesse e criasse, no dia seguinte, o LaranjasBlog.

Por quê Laranjas?

O nome surgiu na mencionada reunião no Restaurante Universitário. Rafael Hertel, até então meu companheiro de refeições de R$ 1,50, recolhia mais uma laranja fornecida junto ao prato subsidiado. Bruno Volpato falava sobre sua experiência em um jornal produzido na Esag, faculdade pela qual havia se formado em Administração meses antes.

Eram muitas laranjas dentro da bolsa de Rafael. Aquilo não era normal. Interrompi o Volpato, enquanto o loirinho de olhos verdes se acomodava na cadeira após ter guardado a oitava laranja dentro da bolsa, que estava ao lado, no chão.

— Rafa, você vai ou não vai comer estas laranjas? — questionei.

Na hora, rimos daquilo. Rafael tentou se explicar, sem muito êxito, e retomamos a conversa sobre o tal jornal mural. As laranjas e a mania de Rafael, que consta como uma das primeiras piadas internas entre os membros fundadores, resolveria a falta de um nome melhor na hora de lançar o blog, dias depois.

domingo, 25 de setembro de 2011

[LARANJAS QUATRO ANOS] O Genésio dos blogs

VATICANO - Eu sei que estou atrasado, mas vamos lá. Fui o último convocado pela seleção, um pouco fora de forma, treinando em campo de várzea abaixo do nível esperado para um empreendimento como este. No entanto, desde que entrei para o time, tenho aprendido com meus colegas a produzir risadas (mesmo que não sejam muitas).

Fazer humor é difícil. Periodicamente, então, corre-se o sério risco de recontar piadas do Ary Toledo ao invés de sacar uma nova pilhéria. Desgraça que por vezes caímos sem perceber – livrai-nos desse mal, amém. Mas nada como levar a sério o que as pessoas tendem a acreditar como uma brincadeira despretensiosa. Mesmo que isso não dê em nada. Parece que a graça está em surpreender e inverter a ordem mais ou menos estabelecida. E para isso precisa-se de trabalho e um pouco de cerveja.

Essa história de subverter não é invenção nossa, infelizmente. Existe até na religião católica. Sem brincadeira nenhuma, me falaram que há um santo para os humoristas: o São Genésio. Já ouviu falar? Nem eu. No mínimo a imagem deve segurar uma caneca de chopp na mão e expandir um sorriso malicioso de quem olha um fio dental feminino na praia pelos óculos escuros. Não à toa, o maldito deve ter uma visão privilegiada lá de cima. Rezai e vigiai.

LARANJAS é como um Genésio dos santos, um em um milhão de veículos. Têm poucos devotos, mas os que oram pela gente são valorizados. Com quatro anos de existência, dois milagres concretizados e três freiras apaixonadas (número em ascensão desde a alta no último pregão na bolsa), o blog já pode ser beatificado pelo Papa. O que não seria de todo o mal, afinal, iríamos de graça até Roma e de quebra, com a grana da beatificação, poderíamos fazer umas compras. Vida longa à santíssima laranjada!

sábado, 24 de setembro de 2011

[LARANJAS QUATRO ANOS] 40 anos em 4


Nesta semana do aniversário de 4 anos do LARANJAS, nosso pequeno mas promissor rebento, tomo a liberdade de fazer uma previsão do que será o site quando completar 4 décadas de existência.

O divisor de águas aconteceu em julho de 2012, depois que Marcone e Tomás decidiram levar a sério e fizeram do projeto um TCC. Passaram pela banca de avaliação, se formaram em jornalismo e resolveram arriscar: “agora vamos ganhar dinheiro com isso”. O que se sucedeu então foi o maior fracasso da história das publicações natimortas: descrença dos anunciantes, pouca procura dos leitores e processos judiciais inviabilizaram qualquer tentativa de uma segunda edição do jornal impresso Laranjas. Além, como não poderia deixar de ser, prejuízo financeiro.

Futuro dono do LARANJAS e de todos os órgãos da Grande Mídia
Enquanto isso, Rafael Hertel estava em São Paulo, trabalhando para a Grande Imprensa. O pouco tempo que lhe restava ele escolheu dedicar ao sertanejo universitário, deixando o Laranjas de lado. Bruno Volpato continuava fazendo suas colaborações, sempre humoristicamente perspicaz. Mas ele voltou a trabalhar para o governo, o que representou um período de censura e trevas ao site: todas as piadas sobre o governador Raimundo Colombo haviam sido sumariamente deletadas. Detalhe: havia sido ele, Volpato, o único Laranja que entendia de política, que escreveu as piadas – as mais engraçadas. César Soto ainda estava na faculdade, trabalhando na rádio e ajudando calouras a gravar sonoras e tentando derrubar o Ricardo Teixeira com seus programas. Novamente ele caiu num período de intenso bloqueio criativo, casado pela abstinência de nicotina.

Mas foi em julho de 2012 que aconteceu. Thiago Verney, que colaborava vez por outra, ganhou sozinho o prêmio acumulado de 67 milhões de reais. “Ah, velho! Odeio o Verney, ele tá sempre de boa na dele e sempre acaba se dando bem...”, resume Tiago Pereira. Solidário, a primeira coisa que ele fez com o dinheiro foi uma viagem para Miami, onde comprou eletrônicos de última geração. Depois, diante da situação de seus amigos Tomás e Marcone, presos por não pagarem as dívidas dos processos, tirou os dois da cadeia e resolveu financiar a volta do Laranjas. Com milhões em investimentos, Rafael Hertel pôde deixar seus 3 empregos em São Paulo, Bruno Volpato aposentou-se pelo INSS, César Soto trancou o curso e os 6 amigos tocaram o que seria, 36 anos depois, apenas mais um blog de humor, com layout amador, piadas internas e algumas sem graça e poucos acessos. Todos se arrependeram de perderem tempo de suas vidas para isso.

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Aumento do IPI barra entrada de fragmentos de satélites importados no Brasil

Satélite nacional: R$ 29 mil. Com direção, air bag e ar, sai por R$ 39 mil
O mundo está apreensivo com a notícia de que fragmentos de um satélite da NASA que se desintegrou podem atingir a Terra nesta sexta-feira. A agência espacial americana não soube precisar o local onde ocorrerão os impactos, mas os brasileiros podem ficar tranquilos: devido à alta do Imposto de Produtos Industrializados (IPI), os pedaços de metal estão ficando parados na entrada da atmosfera sobre o Brasil.

"Precisamos fortalecer a indústria nacional de satélites, que sofre com a concorrência desleal de chineses, mais eficientes e que cobram mais barato por produtos muito mais completos", afirmou o ministro da Fazenda, Guido Mantega. O IPI para satélites fabricados fora do país terá um aumento de até 30%, dependendo do número de canais com produção nacional que são disponibilizados aos assinantes.

Dessa forma, os fragmentos estão abandonados logo na entrada da atmosfera. Em nota oficial, a NASA disse que não tem nada a ver com a decisão do governo brasileiro, pois "os Estados Unidos pararam de foder com a vida dos sulamericanos há um bom tempo". É especialmente perturbador o relato de um rapaz que vendeu duas antenas parabólicas e uma antena de telhado para comprar um satélite novinho, mas teve que deixá-lo antes mesmo da exosfera.

Enquanto isso, o governo federal deixou claro que não exigirá nenhuma contrapartida da indústria nacional. "Não. Nada. Nadica de nada", afirmou o ministro, às gargalhadas, no que foi acompanho pelos presidentes das montadores de satélite que se aglomeravam à sua volta. "Também não estamos nem aí para os empreendedores que investirampara trazer novas marcas para o país", completou, chorando de rir.